quinta-feira, 26 de novembro de 2009

OUTRO LUGAR

Ontem à tarde fui ao apartamento 902 de meu prédio consertar uma impressora, e tive a alegria de conhecer meu vizinho Omir. Ele tanto gosta de tomar umas quanto de escrever. Fiquei maravilhado com seus textos.

Fui brindado com o seguinte poema, que compartilho com todos agora.

Beleza pura traz sorrisos muito caros e orgasmos solitários.
Um sorriso interior vale mais que qualquer jura
A nitidez do pensamento na felicidade do momento me trazem bem.
Se você vem nem sei
Nada externo me conduz a seu velho escoderijo
Apenas consigo lembrar de como é fácil te amar
As coisas simples falam tanto
Que não quero imaginar, reviver
Tanto tempo de encanto.
(Omir)

Um comentário:

Mulher Asterísco disse...

Puxa!!! E este novo amigo Omir tem um blog??

bj