domingo, 10 de maio de 2009

Para todas as mães


Parabéns às mães que têm filhos, às que criam filhos, às que adotam filhos, às que criam animais como filhos, enfim, a todas que sabem, na verdadeira acepção e essência da palavra, o que é ser MÃE. Ser MÃE é algo que vai muito além dos laços genéticos. É a manifestação primeira do AMOR.


Quero agradecer a "Deus" pela pequena melhora que a minha mãe vem apresentando. Já é algo bem significativo, e estou muito feliz com isso. Para os que não sabem, minha mãe, uma MULHER que criou seus três filhos com princípios de ética, dignidade, sem vícios, hoje sofre com o implacável Alzheimer e, por consequência, nos faz sofrer com sua ausência mental.


Minha mãe não nos deixou de corpo presente, mas sua mente está em outro plano, um lugar feliz, sem problemas, sem contas a pagar, deveres a cumprir, enfim, um lugar distante de todo o peso dessa engrenagem mundana.

Pelo dia de hoje, deixo aqui o poema abaixo.

Poema dia das mães:

Para Sempre

Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.

Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
- mistério profundo -
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.

Carlos Drummond de Andrade

2 comentários:

Uma PROFESSORA apaixonada.... disse...

Esse poema é lindo... e diz tudo... Hoje o dia para mim é triste demais, eu sei, sei de muita coisa... mas minhas emoções por vezes se atrapalham e dão uma surra na razão e deixam ela arregaçada!!!!
Um beijo grande, de quem te adora.

Noemi Baptista disse...

Escolha perfeita esse poema e quanto a sua mãe, ela vai melhorar mais. Conta com isso!

Beijos